Hiatus temporário? Infelizmente..

Quem está com muita de vergonha de aparecer aqui? Eu mesma! :(

OIIIIII AMOREEES! <3  QUANTO TEMPO, NÃO É???

Sei que não tem desculpas para o meu sumiço - apesar do post anterior eu ter explicado um pouco - mas eu tenho sim algumas razões para não ter postado aqui no blog e eu vou contar a vocês.

Agora que estou trabalhando meio período e também estudando não tenho mais tanto tempo para ler - o que é uma pena pois as continuações só vão se acumulando.. rsrs - e esse ano terminarei o ensino médio, ou seja, SOU UMA VESTIBULANDA OFICIAL! :D 

QUE ALEGRIA, #SQN :P

Como eu também não tenho tempo para fazer um pré-vestibular presencial eu estou fazendo um cursinho online no Descomplica, - que eu super recomendo - e basicamente minha rotina é: ir para escola, trabalhar, estudar, dormir. Ir para a escola, trabalhar, estudar, dormir! SÓ ISSO GENTE! :'(

Isso tudo contribuiu para a minha ausência no blog, e espero que vocês entendam o meu lado. Não queria deixar esse meu cantinho de lado, de jeito nenhum. Porém e a vida cobra certas responsabilidades da gente..

Portando, estou aqui para anunciar que o blog está oficialmente em HIATUS. 


Resultado de imagem para gifs de hiatus


Do modo como as coisas estão eu não quero manter falsas esperanças de que postarei regularmente, o que não acontecerá mesmo. (EU ESTOU COM TANTA COISA ATRASADA DO CURSINHO QUE NEM PODEM IMAGINAR!!)


Resultado de imagem para gifs de não aguento mais a vida

Só quero deixar a mensagem de que VOLTAREI SIM! Isso só é temporário enquanto esse meu ano conturbado passa. Assim que o ENEM passar, ao fim do ano, voltarei com as atividades do blog. Agora não tenho como, juro para vocês!

Espero do fundo do meu #heart que continuem aqui comigo, de que entendam e aguardem o retorno do #LITTEBOOKOWN <3

Amo vocês meus leitores! 

Isso não é um adeus, só um tchau por alguns meses...

Eloa.

OBS: PODEM ACOMPANHAR MINHAS - RARAS - LEITURAS NO SKOOB 

 -> https://www.skoob.com.br/usuario/1102638-elly <-

SIGAM-ME NAS OUTRAS REDES SOCIAIS:

INSTAGRAM: @aeloaandrade

TWITTER: @aeloaandrade 


Sumiço + novo trabalho!

Olááá!!!!!! 

ALGUÉM AÍ?????

Sinto muito por todo esse tempo longe e sei que estou decepcionando os leitores - mesmo que poucos - do blog. Mas tive meus motivos para todo esse afastamento.

Primeiramente, como alguns devem saber ou até ter passado por isso, minha escola entrou de greve no inicio desse ano e só voltou no fim de julho; o que acarretou de tudo ficar embolado: provas, trabalhos, testes, reposições de aula e etc. Daí eu comecei a ficar super ocupada e não tive mais tanto tempo para me dedicar ao blog nem as minhas leituras - só li 38 livros até o presente momento neste ano!

E então veio agosto - quando eu publiquei a última resenha aqui - e fui ficando cada vez mais enrolada e enrolada.. E setembro chegou e com ele alguns problemas surgiram e eu não tive a menor capacidade de voltar aqui e postar resenhas, novidades e tals. Felizmente esses problemas estão resolvidos agora; entretanto, outra novidade - para me deixar AINDA MAIS ENROLADA - aconteceu: ARRUMEI UM EMPREGO! 

Sim, sim pessoal.. agora euzinha aqui irei trabalhar meio período na parte da tarde! E como isso tudo aqui está bem sugestivo, - e vocês já devem estar imaginando - será mais um motivo para minha demora em atualizar o blog :(

EU NÃO IREI ABANDONAR O BLOG. ISSO NUNCA, OKAY?

Só estou avisando que provavelmente demorarei um tempo para atualizar, mas sempre voltarei aqui, tudo bem? Nunca iria abandonar esse meu espaço tão especial que é o Little Book Own <3

Espero que entendam e até o próximo post! ;D

Resenha: The Heart of Betrayal, de Mary E. Pearson

Olá leitores! :)

Recebi um grande feedback da resenha que fiz do livro The Kiss of Deception, e como finalmente tomei vergonha na cara e li a continuação - em inglês, o segundo livro em português ainda não foi lançado pela DarkSide - voltei aqui para fazer a resenha do segundo volume da trilogia, The Heart of Betrayal. 


AVISO: ESTA RESENHA CONTÉM SPOILERS DO PRIMEIRO LIVRO!!!


Autora: Mary E. Pearson
Páginas: 480
Editora: Henry Holt and Co.
Nível de inglês: Intermediário
Gênero: Fantasia

Sinopse: Held captive in the barbarian kingdom of Venda, Lia and Rafe have little chance of escape... and even less of being together.
Desperate to save her life, Lia’s erstwhile assassin, Kaden, has told the Vendan Komisar that she has a magical gift, and the Komisar's interest in Lia is greater than either Kaden or Lia foresaw.
Meanwhile, the foundations of Lia's deeply-held beliefs are crumbling beneath her. Nothing is straightforward: there's Rafe, who lied to her, but has sacrificed his freedom to protect her; Kaden, who meant to assassinate her but has now saved her life; and the Vendans, whom she always believed to be barbarians but whom she now realizes are people who have been terribly brutalized by the kingdoms of Dalbreck and Morrighan. Wrestling with her upbringing, her gift, and her very sense of self, Lia will have to make powerful choices that affect her country, her people... and her own destiny.

Depois do trágico fim do primeiro livro, com Lia sendo capturada e seu irmão sendo morto junto de sua tropa pelos soldados Vendans e Lia "enterrando" cada um deles; este segundo livro começa com Lia chegando enfim ao reino de Venda. E então Rafe chega para tentar salvar Lia e acaba se tornando um prisioneiro junto à ela. E finalmente conhecemos o tão temido Komizar - o grande chefe de Venda.

Como já sabemos, ambos Kaden e Rafe mentiram muito e enganaram nossa protagonista no primeiro livro, e agora os dois tentam pedir o perdão de Lia e tentam se reaproximar dela. Ambos conseguem de alguma forma, mas o coração de Lia bate mais forte por um deles..

~~~
Lia é em um primeiro momento muito humilhada pelo povo de Venda, principalmente pelo Komizar e seu conselho; que inclui os Governors e os Rathan - grupo de elite dos mais leais ao Komizar, que Kaden faz parte - e enquanto Rafe procura acalmar Lia dizendo que seus melhores soldados virão resgatá-los, ela acaba se aproximando do povo e também conhecendo mais sobre o seu poder. 

Esta parte sobre o aprofundamento dos poderes de Lia e toda a estória de Venda, Morrighan e Gaudrel foi muito interessante. O que fez o livro ser bem melhor em sua primeira metade do que o livro anterior - que foi bem monótono e chato. 

~~~

Enquanto Lia e Rafe tentam ganhar tempo para fugirem, a nossa protagonista irá se aproximar das pessoas e até fazer alguns amigos, e sua opinião sobre os Vendans irá mudar. Ela vai se questionar se realmente eles são pessoas barbaras e inimigos de Morrighan, ou se existe uma grande injustiça e trapaça por trás disso tudo. 

O livro foi cheio de intrigas e reviravoltas COMPLETAMENTE INESPERADAS entre os personagens, e romance também - mesmo na situação em que estavam - e o nosso triângulo amoroso continuou, apesar de Lia sempre pender mais para um dos meninos. 

~~~

Cheguei ao final do livro completamente perdida sobre o que aconteceria, todos os sinais - e a minha intuição - mostravam um final doloroso. E a minha intuição estava certa. O fim foi de partir o coração, mais mais vez :(

Porém deixou milhares de perguntas a serem respondidas no último livro da trilogia, que promete ser ainda melhor! 

Amei odiar vários personagens desse livro, amei torcer pela Lia e pelo povo de Venda, tão sofrido e injustiçado. Amei odiar muito cada palavra e ação do Komizar. Amei o fim que ele teve. Amei e amo tanto o Rafe quanto o Kaden, e ainda estou indecisa com quem eu acho que Lia deve ficar. 

Acima disso tudo, me tornei #TEAMLIA!

~~~

Acho que isso é tudo que posso dizer sem dar grandes spoilers desse livro. Sei que muita gente amou The Kiss of Deception e para você aí que leu em português e não aguenta a espera do lançamento por aqui, se puder, leia em inglês! A leitura não é difícil, basta ter o nível intermediário :)

Espero que tenham gostado da resenha e se leram o livro digam nos comentários o que acharam, o que esperam do último livro - The Beauty of Darkness - e etc.. ;)


NOTA: 5 ESTRELAS

Top 5: Livros New Adults :)

Olááaá pessoas!

Hoje, como percebi que vocês gostaram da minha última seleção para o Top 5, trouxe outro deste para vocês. Dessa vez com a minha listinha dos 5 melhores New Adults que já li! Seja livro único, parte de uma série ou trilogia.

Vamos lá :)


1. Belo Desastre



Ai gente, esse com certeza tinha que ser o primeiro desta lista, afinal, este foi o PRIMEIRÍSSIMO New Adult que eu li! Sim, isso mesmo. E como vocês já devem estar enjoados de ouvir deste livro - ele teve uma grande hipe uma época atrás - não vou falar muito. Só digo que ele foi o livro que me introduziu a este gênero; que foi minha grande obsessão por um longo tempo. E sim, sei que há muitas pessoas que não gostam do livro, e super entendo. Mas para mim foi uma ótima leitura e sei que a maioria gostou muito também. 

Taí uma recomendação para quem não leu ainda :)


2. Paixão Sem Limites (Incluindo toda a série Rosemary Beach)


Quem aí nunca teve uma certa obsessão por um gênero? Não teve? Ahh bom, eu tive. E tudo começou depois de ter lido Belo Desastre. Logo após ele li Paixão Sem Limites, e aí a loucura não parou de vez rsrs. Paixão Sem Limites é o primeiro livro de uma série chamada Rosemary Beach - mas aqui no Brasil não se refere aos livros com esse nome - cada livro - ou trilogia, como foi com o primeiro casal e depois duologias ou somente um livro para o restante dos casais - conta a história dos personagens que moram nessa cidade fictícia chamada Rosemary Beach - daí o nome huh? rsrs - na Flórida. E é uma série totalmente page turning, tipo, não dá para parar de ler, entendem? 

São livros relativamente curtos com romances bem quentes e recheado de problemas familiares. E de certa forma totalmente previsível, mas mesmo assim muito bons. Super recomendo toda a série - que é meio grande, acabei de ler o livro 12º - para vocês! 


3. As Batidas Perdidas do Coração 


Estou tão feliz por poder colocar um nacional aqui no Top 5! :)

 As Batidas Perdidas do Coração foi o primeiro nacional New Adult que li, e amei demais! É uma história super tocante de superação, romance, família.. É tudo de bom em um livro só! <3

Se você aí quiser saber um pouco mais sobre o livro, confira minha resenha clicando aqui.


4. Ugly Love

Com certeza vocês não acharam que a maravilhosa Collen Hoover iria ficar de fora dessa lista, né? 

Eu poderia muito bem fazer uma lista de New Adults só com os livros dessa mulher, mas, como preciso diversificar, escolhi outros autores também rsrs. Escolhi o livro mais recente que li da Collen, Ugly Love - li em inglês, o título aqui no Brasil ficou O Lado Feio do Amor - e é claro que foi mais um incrível livro dela e por isso que entrou nessa lista! :)

Ugly Love deve ser o livro mais "pesado" da Collen, de todos os que li dela até agora. Não consigo me lembrar da razão de eu não ter feito resenha na época que li, mas deveria ter feito. Esse livro foi excepcionalmente inesperado. Suas reviravoltas e o romance em si foi muito.. Contraditório. Muitas pessoas não gostaram das atitudes da mocinha, e odiaram o mocinho. Porém eu super amei esse livro! A forma que ele foi escrito me lembrou muito de outro livro de Collen, Métrica. Não pelo enredo, é claro, mas sim pela forma poética que ela escreveu em ambos os livros.

O romance é pesado, carregado de cenas hot, com muita tristeza e dramas. Mas para quem gosta de um bom New Adult irá adorar, como eu. Super recomendo!   


5. Mar da Tranquilidade


Enfim vamos chegando ao último da lista e digo logo que demorei horrores para escolher esse último livro. É uma escolha muito difícil! Mas como já recomendei muitos New Adults mais "leves" aí em cima, resolvi escolher um último livro mais carregado emocionalmente. E que é tão bom quanto todos os outros, é claro. 

Mar da Tranquilidade é um NA bem pesado emocionalmente, como já disse. Ambos os personagens estão passando por momentos super hiper difíceis em suas vidas, e - como é bastante previsível - encontram um no outro a ajuda de que precisam e a tranquilidade de que ambos necessitam. Porém há muito mais por trás, é óbvio. 

Se você aí quiser saber um pouco mais sobre o livro, confira minha resenha clicando aqui

~~~

E foi isso minha gente, espero demais que tenham gostado das minhas recomendações! 

Me digam nos comentários se já leram algum dos livros, se já leram todos, o que acharam etc.. Ficarei feliz em saber suas opiniões! :)

Resenha: A Coroa, de Kiera Cass (A Seleção #5)


Olá pessoal!

Hoje vou falar um pouco sobre a aguardada continuação da série A Seleção, o que achei do livro, seus pontos fortes e negativos e claro, se gostei ou não da escolha da nossa talvez não tão querida assim Princesa-toda-poderosa Eadlyn Schreave.


Vamos ver que desfecho Kiera deu em A Coroa. 


ATENÇÃO: ESSA RESENHA CONTÉM SPOILERS DOS LIVROS ANTERIORES DA SÉRIE A SELEÇÃO!!!



Autora: Kiera Cass
Páginas: 310
Gênero: YA\Romance
Editora: Seguinte

Sinopse: Em A Herdeira, o universo de a Seleção entrou numa nova era. Vinte anos se passaram desde que America Singer e o príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria seleção. 
Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… e agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil - e importante - do que esperava. 
America Singer e o Príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria seleção. 
Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… e agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil - e importante - do que esperava.

Confesso que como muitos de vocês eu estava apreensiva sobre como se desenrolaria este livro. No final de A Herdeira tivemos aquele súbito e inesperado ataque cardíaco que America sofreu depois de saber da partida de seu filho Ahren para França para se casar com Camille. E, para mim, aquilo foi uma forma da autora tentar desesperadamente nos fazer quer ler a continuação, já que ela provavelmente percebeu em algum ponto que essa personagem principal não nos envolveria tanto quanto America, e de fato não o fez.

Eadlyn nos marcou sendo uma princesa fútil, mimada, que só se importava com seu conforto e que odiava a ideia de fazer a Seleção. Com tais atributos, teve muita gente, incluindo eu, que não foi muito com a cara dela.

Mas todos os fãs acabaram lendo o livro e agora vamos falar sobre o desfecho que toda essa história teve!

~ ~ ~

A Coroa começa exatamente onde o último livro terminou, com America tendo esse problema no coração, Maxon ficando desesperado por causa da esposa e Eadlyn tendo que acelerar o processo da Seleção mandando vários pretendentes embora para enfim chegar aos Top 6, ou seja, A Elite

Com Maxon ficando o tempo todo com sua mãe, Eadlyn tem que tomar as rédeas da situação, e para ajudar o pai, se torna a regente de Illéa. O que a faz ficar ainda mais ocupada e não ter tanto tempo para os meninos que sobraram: Kile, Henri, Gunnar, Fox, Hale e Ean.  

Eadlyn ainda tem que enfrentar a reação do povo, que pode ou não ficar do seu lado, vendo que a maioria da população a acha jovem de mais para assumir tanta responsabilidade e também muito distante dos problemas que eles enfrentam e etc etc..

 É, a situação tá difícil para ela. 


~ ~ ~

Mesmo com os problemas e com os empecilhos, as coisas parecem começar a se ajeitar quando ela recebe a ajuda de Marid Illéa. Filho de antigos amigos de seus pais, Marid parece saber o que a população quer e é muito popular entre eles e usa isso para se aproximar de Eadlyn. Hmm..


A Seleção avança, os problemas também, nossa princesinha fica confusa, não sabe se decidir entre os meninos..  

E enfim vamos chegando ao final, será que a escolha dela agradará a todos? 


 ~ ~ ~

Antes de dizer o que achei da escolha de Eadlyn preciso dizer que nossa protagonista está realmente mais madura e consciente nesse livro. O que antes era uma garota mimada, aqui temos uma futura rainha tentando decidir e fazer o que é melhor para si e para seu povo. E isso me deixou muito feliz pois, mesmo não sendo um livro grande - que é o que muitos reclamaram já que esse é para ser o "último" livro da série - nos conseguimos acompanhar toda essa mudança na mente e nas atitudes de Eadlyn. E tenho certeza que muitos também vão gostar dessa mudança. 


Agora, finalmente, o que eu achei da escolha dela? 

OMG!!!

Sim, eu tinha imaginado que a autora poderia fazer isso desde o livro anterior pois a escolha dela parecia muito óbvia, muito fácil. E assim não teria graça, né? rsrs

Talvez muitos não gostem, mas eu particularmente gostei sim da escolha de Eadlyn. Não foi o esperado, mas o inesperado também é bom. 

Muitos também podem ficar descrentes dos sentimentos de Eadlyn pelo - aii tô me segurando para não escrever o nome dele aqui rsrs - por ele, mas isso também é construído no finalzinho do livro e bem, me agradou de qualquer forma. 

A resolução dos outros problemas também é okay, nada muito aprofundado, tem aquela característica da Kiera de deixar a gente imaginando como ficaria as coisas depois e tudo mais. 

 ~ ~ ~

Eu recomendo sim que vocês leiam essa continuação, realmente pode não agradar todo mundo, mas mesmo assim é um desfecho e todos queremos saber como termina, não é?

Espero que tenham gostado da resenha e diga aqui nos comentários o que você achou do livro! (coloque um aviso se conter spoilers)


NOTA: 4 ESTRELAS

Resenha: A Viajante do Tempo (Outlander #1), de Diana Gabaldon


Hey pessoal!

Mais uma vez venho com outra resenha, e, para quem tem me acompanhado pelo twitter deve ter reparado minha nova obsessão por uma tal série de livros e sua adaptação para a TV. Felizmente consegui terminar o primeiro livro - gigante - da série, e já digo que não me decepcionei, pelo contrário, o livro entrou como o melhor do ano até esse momento ;)

Estou falando do livro A Viajante do Tempo, da autora Diana Gabaldon <3


Autora: Diana Gabaldon
Páginas: 800
Editora: Saída de Emergência
Gênero: Romance Histórico

Sinopse: Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.
Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro escocês, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente? 

Claire e Frank Randall estão em sua segunda lua de mel, na Escócia, para se reaproximarem depois de mais de cinco anos separados pela Segunda Guerra Mundial. Claire trabalhou na hospitais como enfermeira, atendendo todo tipo de paciente com graves ferimentos provocados pela pior guerra já vista. E Frank trabalhou com as missões secretas.

Porém há mais do que o motivo de se reaproximarem para terem escolhido a Escócia. Frank, um historiador, está procurando por seus antigos ancestrais, em especial um ex soldado do exército britânico que atuou na Escócia no século XVIII. Durante suas pesquisas e descobrindo mais sobre as superstições locais, o casal acaba vendo uma espécie de ritual, feito ao redor de um círculo de pedras em uma colina chamada Craigh na Dun. Após terem presenciado aquele ritual, Claire, que além de enfermeira tem um interesse muito forte por botânica - plantas e seus efeitos medicinais - acaba percebendo uma planta em especial perto das pedras e em outro dia volta novamente ao estranho círculo para ver melhorar a planta.

Uma coisa estranha acontece, Claire ouve barulhos vindo da maior pedra desse círculo e quando encosta sua mão na rocha acaba passando por uma experiência sem explicação e quando acorda se vê no meio de uma batalha entre homens montados em cavalos e atirando com mosquetes.

"Parecia inconcebível, mas todas as evidências indicavam que eu estava em algum lugar onde os costumes e a política do final do século XVIII ainda vigoravam. Eu teria imaginado que tudo não passava de algum tipo de espetáculo à fantasia, se não fosse pelos ferimentos do jovem a quem chamavam de Jamie. Aquele ferimento fora realmente provocado por algo muito semelhante a um tiro de mosquete, a julgar pelos estragos que deixara."

Apesar de não acreditar no começo, pensar que fosse parte de algum tipo de filme sendo gravado ali, Claire acaba percebendo que realmente viajou no tempo através das pedras. Duzentos anos no passado, mais precisamente em 1743.

E logo que chegou àquele lugar tomou um grande susto, se deparou com nada mais nada menos que o antepassado de sua marido Frank, o Capitão Jonathan Wolverton Randall e podem acreditar, apesar dele ser praticamente idêntico ao marido de Claire, não possui a mesma bondade e gentileza. Claire quase é estrupada por ele e quando um homem a salva, leva-a para uma cabana onde acaba conhecendo membros do clã MacKenzie e nosso amado Jamie. Com sua inteligência sagaz Claire percebe que precisará da ajuda desses homens se quiser voltar ao círculo de pedras e acaba se vendo envolta desse clã, tentando conquistar a confiança deles e se deparando com muitos problemas, mentiras e desconfianças.




Por muitos motivos acho esse livro um dos melhores romances que já li: a história é muito bem contada pela escrita da autora e pelo ponto de vista da protagonista, o romance entre Jamie e Claire é construído de uma forma lenta, começando com uma amizade -  graças a gratidão que Jamie sente por Claire ter cuidado dele quando estava ferido - e então vai evoluindo pouco a pouco, com todas as incertezas e problemas ao redor deles. É realmente uma relação, sabe? Com brigas e provocações e pedidos de desculpas. 

A questão histórica e visual do livro também é esplendida. Toda a relação entre os escoceses e os ingleses - que estão roubando suas terras, violando suas mulheres e etc - é muito bem construída e mesmo nossa protagonista não sabe em que lado ficar, se com seus patriotas - os ingleses - ou o grupo que a acolheu apesar de tudo. A violência e o descaso com a mulher também é um ponto importante no livro. Claire inúmeras vezes sofreu tentativas de estrupo - que na época era algo comum - e sofremos e ficamos indignados quando essas cenas acontecem, é algo realmente lamentável.

Claire me surpreendeu muito como protagonista, é uma das mais inteligentes e sagaz que já me deparei em um livro. Ela se adapta rapidamente ao ambiente, mesmo com as diferenças entre o século XX e o século XVIII. Mas claro que gera desconfiança entre o clã, e acaba sendo suspeita de ser uma espiã.

~ ~ ~

Outro ponto importante no livro são os personagens secundários. Sério, é incrível como cada um tem sua importância em determinado ponto da história, cada um com sua personalidade, boa ou ruim. E falando em personalidade ruim, meu deus, o que dizer do nosso maldito vilão Black Jack Randall? - apelido do capitão - quando eu simplesmente achava que ele não poderia ser pior ELE ERA MAIS AINDA! 

MEU DEUS MEU DEUS MEU DEUS!

Como eu sofri ao chegar ao final do livro, vocês não fazem a menor ideia! Diana não tem a menor pena da gente e nos descreve com detalhe cada cena nauseante.

E posso dizer a você aí que pensa em ler esse livro, que se prepare. Se prepare para personagens diversos, se prepare para cair de amor por Jamie Fraser e se prepare, mesmo, para sofrer.


~ ~ ~

Sendo o maior livro que li até hoje em questões de página, possui 800, e lido em exatos uma semana e quatro dias - o que acho um feito impressionante para mim mesma - não poderia ser diferente e A Viajante do Tempo se tornou até o momento a melhor leitura de 2016. 

Estou super ansiosa - e temerosa - para continuar a série com o segundo livro, A Libélula no Âmbar.

Ahh, também saibam que a série de livros foi adaptada para o TV, com o nome Outlander. Assisti ontem os primeiros episódios e recomendo muito que assistam pois a adaptação é ótima! Super fiel ao livro, em todos os sentidos! :)



~ ~ ~

Espero que tenham chegado ao final dessa resenha com mais vontade de ler o livro, e quero saber a opinião de quem já leu, se gostaram tanto quanto eu! ;)


MELHOR QUOTE

"A voz dos meus pensamentos parecia a de tio Lamb. Minha família e tudo o que conheci como amor quando criança. Um homem que nunca me falara de amor, que nunca precisara, porque eu sabia que ele me amava, tão certo como eu sabia que estava viva. Porque onde todo o amor existe, não há necessidade de palavras. É tudo. É imortal. E se basta."

NOTA: 5 ESTRELAS\FAVORITADO

Resenha: Dama da Meia-Noite, de Cassandra Clare

Dama da Meia-Noite
Autora: Cassandra Clare
Páginas: 560
Editora: Galera Records
Gênero: YA\Fantasia

Sinopse: Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada.
O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro mas eles nunca podem se apaixonar.
Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas antes que o assassino coloque eles na mira.
Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei Shadowhunter proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais e ela pode suportar saber a verdade?
A magia e aventura das Crônicas dos Caçadres de Sombras tem capturado a imaginação de milhões de leitores em todo o mundo. Apaixone-se com Emma e seus amigos neste emocionante e de cortar o coração no volume que pretende deliciar tantos novos leitores como os fãs de longa data.


~ ~ ~

Hey pessoas! Tudo certo com vocês? :)

Hoje vim com uma resenha super especial, do recém-lançado novo livro da minha queridíssima autora, Cassandra Clara. Vim falar sobre Dama da Meia-Noite, o primeiro livro da nova série de Clare, Os Artifícios das Trevas!  

Dama da Meia-Noite terá como nossos protagonistas a família Blackthorn e Emma Carstairs - se caso você não tenha lido Os Instrumentos Mortais, ou a trilogia As Peças Infernais, ficará um tanto perdido; então já aconselho que leiam pelo menos uma dessas séries, ou melhor, leiam todos os livros dessa autora pois são INCRÍVEIS! - que já são conhecidos para quem já leu Cidade do Fogo Celestial e agora, serão o foco nessa nova série. Emma, como sabemos no último livro de OIM perdeu os pais na Guerra Maligna e cinco anos depois novos assassinatos estão ocorrendo em Los Angeles - local onde se passa o livro - e os corpos estão com as mesmas marcas encontradas nos corpos de seus pais. 

Com essas novas evidencias Emma quer voltar a investigar o assassino, porém claro que não poderia ser tão fácil já que a maioria dos corpos encontrados são de Fadas, e desde a Guerra, os Caçadores de Sombras estão impedidos de investigar, ajudar ou se relacionar com as Fadas - visto que elas foram aliadas de Sebastian. Mas logo Emma e a família Blackthorn recebem um estimulo a mais para violarem a lei da Clave; Mark Blackthorn, o irmão metade fada deles que foi roubado e levado pela Caçada Selvagem, é negociado e, se Emma e os outros acharem o assassino que está derramando o sangue das fadas, o terão de volta. Claro acabam aceitando, inclusive Julian, - o melhor amigo e parabatai de Emma - que sempre sonhou em ter seu irmão mais velho de volta. 

Assim se dá início a trama do livro, a vontade de Emma de descobrir quem realmente matou seus pais - pois ela sempre desacreditou que foi Sebastian que os matou - a grande - põe grande nisso - família Blackthorn tendo Mark de volta, a adaptação de Mark no mundo deles novamente.. E temos a questão dos parabatai por trás.   

Emma e Julian sempre foram amigos - melhores amigos - mas logo no início do livro já percebemos que Julian sente algo a mais por Emma, e tenta esconder, pois sabe que é contra a lei amor romântico entre parabatai, e que se alguém descobrir, Emma e ele podem ter suas marcas retiradas e serem expulsos dos Caçadores de Sombras. Julian sabia que eles nunca dariam certo, mas, e se Emma acabasse correspondendo os sentimentos dele?


Posso dizer que uma das coisas que eu mais gostei no livro foi as participações dos personagens das séries anteriores: Clary, Jace, Magnus, Alec, Tessa e Jem. Todos os nossos queridinhos aparecem aqui e isso foi FANTÁSTICO! Ficamos sabendo o que aconteceu com eles depois desses anos, e enfim, é incrível a sensação de nostalgia que tive, principalmente com Tessa e Jem. 

Meus personagens favoritos no livro foram Julian, Mark e Emma. Me comovi pelo sofrimento de Julian, da responsabilidade que ele, um menino de 12 anos, teve que ter para com seus irmãos mais novos quando perdeu seu pai e seus irmãos mais velhos. Julian criou Tavvy, Dru, Livvy e Ty da melhor forma que pode, como um pai faria pelos seus filhos, e foi essa imagem que criou para seus irmãos, a de uma figura paterna. Emma é uma personagem forte e decidida, é super sarcástica e sempre faz alguma piada - ri um monte com ela - e está em busca de vingança pela morte dos pais. Já Mark é um caso diferente dos outros, ele foi muito atingido pela Caçada, mudou muito e agora não sabe como viver entre a família, e o jeitinho dele acaba nos cativando e me vi o tempo todo torcendo por ele - e shippando ele com Cristina! Shhh! ;D

A trama principal também foi muito bem desenvolvida, a questão dos assassinatos, das fadas, da magia negra.. Aii não posso falar muito sem dar spoilers! :( 

Enfim, só posso dizer que me surpreendi DEMAIS no final do livro, com a revelação do assassino, da forma que tudo ficou muito bem entrelaçado, ligado e tudo foi realmente bem arquitetado! 

ESSA AUTORA SABER ESCREVER UM LIVRO! rsrs

Espero muito que tenham gostado e me digam nos comentários o que acharam do livro - sem spoilers por favor! ;)

NOTA: 5 ESTRELAS

Quotes

"Quando você ama alguém, a pessoa se torna parte de quem você é. Está presente em tudo que você faz. Ela é o ar que você respira, a água que você bebe e o sangue que corre nas suas veias. O toque dela fica na sua pele, a voz permanece nos seus ouvidos, e, os pensamentos, na sua cabeça. Você conhece os sonhos da pessoa, porque os pesadelos agridem seu coração, e os sonhos bons também são os seus. E você não acha que a pessoa é perfeita, mas conhece os defeitos dela, sua verdade profunda e as sombras de todos os segredos que ela carrega, e esses segredos não te assustam; na verdade, fazem com que você ame ainda mais, porque você não quer perfeição. Você quer a pessoa. Você quer.."

"A vida é curta, e a sabedoria é grande demais para ser aprendida."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...